sexta-feira, 25 de março de 2016

Haroldo Dutra Dias | Especial de Páscoa


A PARTICIPAÇÃO DO ESPÍRITA NA MELHORIA SOCIAL


REGRESSÃO DE MEMÓRIA

    



    O esquecimento do passado constitui verdadeira misericórdia de Deus para com as Suas criaturas, porquanto faculta o recomeço em novo corpo sem a carga das lembranças tormentosas resultantes dos feitos negativos perpetrados em existências passadas.[...]
    A recordação das ocorrências danosas acarretaria, sem dúvida, uma carga de sofrimento derivado do remorso, que dificultaria o prosseguimento dos compromissos elevados. Em consequência, poderia tornar-se um motivo de desânimo gerador de estímulos prejudiciais para o abandono dos deveres ou o medo de enfrentamento dos novos desafios.[...]
    Por outro lado, a revivescência dos momentos gloriosos, das afeições especiais se, de uma forma, pudesse transformar-se em emulação(estímulo) para a continuidade do esforço, faria correr o risco de eleições especiais em detrimento de novas vinculações afetuosas, o que diminuiria o círculo de crescimento fraternal na busca da imensa família universal.[...]
    O organismo humano é portador de um limite de energia própria para suportar emoções e sensações até certo ponto que, superado, se transforma em desajuste dos seus sutis equipamentos psíquicos, produzindo lesões irreversíveis. Por essa razão, muitos seres Inter existentes, que convivem simultaneamente nas esferas da vida – a material e a espiritual – quando não são moralizados ou não conseguem harmonizar o comportamento com a estrutura psíquica, derrapam em alucinações, em distonias nervosas e mentais de difícil recuperação durante a existência.[...]
    Por outro lado, firmados nas infinitas possibilidades dos arquivos do inconsciente atual como do profundo, nobres psicanalistas encontraram nas ocorrências da vida perinatal a causalidade de muitos traumas, fobias, complexos de inferioridade e superioridade, narcisismo, perturbando a conduta de seus pacientes. Através dos recursos hábeis para esse fim, vêm realizando incursões exitosas, graças às quais lideram muitos sofredores dos seus tormentosos estados d’alma, limpando-os das marcas neles gravadas.[...]
    É claro que o assunto apenas está começando nessa área e muito se há de estuda-lo, a fim de bem penetrá-lo, evitando-se que novas recordações aumentem o somatório do que já existe no consciente, correndo-se o risco de produzir-se inarmonia homeostática.[...]
   A conscientização da responsabilidade do ser humano perante a vida é-lhe a valiosíssima terapia para a conquista da saúde física e mental, sobretudo para a realização moral, cujos pródromos de atividade nem sempre feliz se encontram nos painéis da mente profunda, nos alicerces do inconsciente espiritual.[...]
     Qualquer incursão, no entanto, nesses domínios, sem orientação competente e especializada, destituída de objetivos nobres, animada por curiosidade ou frivolidade descabida, sempre resulta em desastre, isto é, em imprevisível sucesso muitas vezes de sabor amargo.[...]



FONTE:

ÂNGELIS, Joanna de/ FRANCO, Divaldo P. – Dias Gloriosos – Cap.18